Grávidas

Grávida pode comer Pimenta?

Grávida pode comer Pimenta
Grávida pode comer Pimenta

Resposta: Sim

Grávida pode comer pimenta sim, e não há nada cientificamente comprovado de que a pimenta interfira na formação do feto ou causar um aborto por exemplo.
Mas é importante que a gestante fique atenta a sensações e desconfortos que aparecem devido ao consumo deste alimento .

Grávida pode comer Pimenta, mas  leia isso antes

O que faz o consumo da pimenta não muito aconselhável durante a gravidez é a capacidade que ela tem de modificar o pH estomacal, esta modificação torna o estômago mais ácido gerando novos desconfortos e maximizando os já existentes.

A atenção deve ser redobrada principalmente nos primeiros 90 dias, onde a gestante fica extremamente predisposta a enjoos, azia, refluxo e intestino extremamente lento, diante desse quadro a ingestão da pimenta acaba trazendo uma piora considerável desses primeiros sintomas de gravidez.

Faça o teste da pimenta

A grávida pode comer pimenta mas, uma boa pedida caso não esteja com nenhum dos efeitos já citados acima, e queira comer pimenta , deve começar com uma quantidade moderada e fazer uma análise, se há o desconforto ou não após a ingestão.

Caso não haja problemas, aproveite e deguste seus pratos com sua pimenta preferida, porém, entenda que na gravidez, igualmente em outros momentos da vida, moderação é tudo, vá com calma e não cometa exageros.

3 Sintomas e como amenizá-los

Veja abaixo os 3 principais sintomas que podem se agravar com o uso de comida apimentada durante a gestação e como amenizá-los.

1. Hemorróidas

A cada 100 mulheres ao menos 15 são afetadas por hemorróidas na gravidez.

Nos últimos dias de gestação, é normal o aparecimento de hemorróidas, e a gestante tem que ter ciência de que elas possam ficar mais dolorosas e sensíveis com o consumo da pimenta.

A hemorróida é uma veia na região anal interna, na gravidez sabemos que acontece a dilatação de inúmeras veias do corpo, e esse fato aumenta nos últimos meses de gestação.

Há mulheres com uma dilatação muito pequena, que até passa despercebida, e sentem no máximo uma pequena sensação de coceira.

No entanto, algumas gestantes têm um aumento maior dessas veias, chegando haver irritação, excesso de coceira e ardor no ânus.

O aumento excessivo da hemorroida causa dor e desconforto, caso o episódio se complicar será acarretado desde o sangramento na passagem das fezes até uma obstrução anal.

➔ Como amenizar hemorróidas na Gravidez?

Como amenizar hemorroidas na Gravidez
Como amenizar hemorroidas na Gravidez
É raro conseguir evitá las durante a gestação, portanto o foco aqui será como amenizar.
  • Não forçar a evacuação, forçar pode adiantar o aparecimento das hemorróidas.
  • Evitar o uso do papel higiênico, prefira fazer a higiene da região anal com lenços umedecidos ou com água do chuveiro e sabonetes íntimos.
  • Nunca permanecer muito tempo sentada, principalmente no vaso sanitário.
  • Fuja dos alimentos com muitos condimentos e frituras.
  • Fique de olho na hidratação, tente beber se possível uma média de 2 litros de água a cada 24 horas.
  • Adquira uma almofada com abertura no centro para se sentar.
  • Preste atenção na sua alimentação, prefira sempre alimentos com fibras, por exemplo : cereais, legumes, frutas, verduras e etc.
  • Praticar algum exercício físico leve e sempre sob orientação médica, como caminhada, Ioga ou hidroginástica por exemplo.

2. Azia e Refluxo

É um sintoma considerado normal na gravidez, o problema se torna repetitivo a partir do 4° mês de gestação.

Com a expansão do útero, a região estomacal é pressionada e empurrada para outro local, isso juntamente com o relaxamento do esfíncter do esofágico, provoca um contra fluxo do líquido gástrico para o esôfago, originando assim o refluxo.

Esse processo tende a aumentar e o problema piora com o andamento da gestação, já que há o aumento do corpo do bebê e diminuição de espaço dos demais órgãos da mãe.

➔ Como é possível reduzir a azia na Gravidez?

Como evitar Azia na Gestação
Como evitar Azia na Gestação
Primeiro temos que admitir que a azia é um efeito comum durante a gravidez, mas existem algumas formas de reduzir estes efeitos.
  • Passe longe dos produtos industrializados como chocolate, álcool, refrigerante, maionese e etc.
  • Não faça ingestão de líquidos durante as refeições sólidas.
  • Coma sempre frutas e verduras durantes as refeições.
  • Lembre se de mastigar bem os alimentos para melhorar a digestão.
  • Prefira roupas folgadas evitando pressão sobre o estômago e a barriga.
  • Tente se alimentar com pequenas porções durante o dia.
  • Evite ao máximo a fumaça de cigarros.
  • Nunca coma exatamente na hora de se deitar.
  • Durma em um travesseiro de forma que seu corpo não fique completamente na horizontal.

3. Intestino lento

A gestação é um momento repleto de felicidade e sensações maravilhosas, mas trás consigo alguns colaterais, nos quais se destaca a prisão de ventre.

O sexo feminino por natureza já tem maior chance de constipação que o masculino, por causa do hormônio progesterona produzido nos ovários.

Durante a gestação, esse fato só piora, porque a produção desse hormônio é feita na placenta, em um nível bem elevado.

A progesterona age na musculatura intestinal causando um grande relaxamento e, como consequência disso, a prisão de ventre, conhecido também por “intestino preguiçoso”.

➔ Como combater o intestino lento na Gravidez?

Como combater o intestino lento na Gravidez
Como combater o intestino lento na Gravidez
Este também é um caso muito recorrente e como já sabemos não é um problema que ocorre apenas em gestantes, então vamos ver algumas formas de combatê lo agora.
  • Consumo de água, tente consumir a quantidade adequada de água determinada por seu médico, manter-se hidratada é muito importante.
  • Mais uma vez vamos citar os alimentos que são ricos em fibras, eles são grandes aliados então são sempre bem vindos nas refeições.
  • Inclua os exercícios físicos leves, eles estimulam a digestão e ajudam a combater o intestino lento.
  • Frutas laxativas, existem uma variedade de frutas que podem ajudar nesse caso, como por exemplo o mamão e a ameixa.
  • Controle sua ansiedade, relaxe de forma a não aumentar a ansiedade, ela pode mexer com seus hormônios e colaborar com a prisão de ventre.
  • Alimentos industrializados trazem muitos problemas relacionados a prisão de ventre, evite as besteirinhas e seja feliz.

Conclusão

Agora ficou claro que grávida pode comer pimenta, mas com certas observações e restrições, antes de fazer a ingestão de produtos que causam duvidas pesquise sempre os alimentos que as gestantes devem evitar.

Importante

Lembre de sempre consultar o seu médico quando quiser ingerir, algum tipo de alimento que cause dúvidas e suspeitas para gestantes, bem como desempenhar qualquer tipo de atividade.

Este conteúdo não substitui uma consulta médica, cada caso precisa ser tratado individualmente com acompanhamento de um profissional através de exames laboratoriais e afins.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *